quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Jack - Two years now



Two years...
Life has been heavy, since you've been gone
Two years...
And I'm still lost in this empty space that you left

And you're gone.

I still have a chance to do everything right in this life.
So when I leave
I can go to the same place where you are
And only then, can I feel your little heart beating near my

Angel, angel eyes, darling, I love you
Angel, angel eyes, darling, I'll hold you tonight
I'll hold you...

It is comforting to remember that
I can see you shining in the sky
Whenever I want to remember
(my little angel)

Looking at the sky

I saw my soul go away
When I went to sleep
Close to what is now gone
(and this is the memory that beats harder)

Angel, angel eyes, darling, I love you
Angel, angel eyes, darling, I'll hold you tonight

I'll hold you tonight

You are one of my seven smiles
You're marked on my skin on a scar
One day I'll be able to give this smile again
And I'll hold you tight.

It comforts me to remember that
I can see you shining in the sky
Whenever I want to remember
(my little angel)

Still hurts...
It still hurts you not to be here anymore

Maybe one day it will not hurt so much
And I can turn this text into a song for you

Who knows, one day, silence will not speak louder
My voice will come out
And I can sing this song for you ..
(and you can hear me)

On my knees, I pray every day, to meet you again, when my silence also arrives

terça-feira, 10 de outubro de 2017

Perguntas na madrugada

Não sei se fico, ou vou embora
Se te espero, ou se desisto
Se insisto, ou se mantenho o silêncio
Se guardo o que sinto, ou se jogo tudo pro alto
Se mantenho uma esperança, ou se morro por dentro...

O que você nunca irá entender é que você se preocupa demais, e eu já não me importo mais..

Viver com emoção é o que me dá prazer
O inesperado é sempre um desafio

Eu busco a inconstância, o arrepio no corpo, o friozinho na barriga

Mas esse silêncio, essa distância, esses dias mornos...
Estão aos poucos apagando a ultima chama.

Aos poucos, vou sentindo, cada vez mais, saudades de casa... 

(Os opostos se atraem e se completam)

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Dói.. dói tanto em você, quanto dói em mim..
Pode ter certeza disso..

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Parafraseando-me à uma lembrança

Parecem assim serem estranhas
As lembranças da vida..
Hora dias quentes, ora noites frias

....E vim até aqui para me parafrasear...

São apenas lembranças de uma noite qualquer
...Uma camisola...
...Meia luz...
...Uma cadeira...
...Uma música aconchegante...
...Talvez.. a lua estava brilhando lá fora?

Por fim a noite termina e ficam as lembranças
( e muita imaginação )

Parecem assim serem estranhas
As lembranças da vida..
Hora noites quentes, ora dias frios...

Ao som de: Melody Gardot – My one and only thrill

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

O amor (que sinto) é humilde..

Responde quando quiser, quando der, se tiver vontade..

Eu não espero uma resposta, porque esta espera, já é uma das respostas mais completas que você já me deu..

O amor sabe ser paciente, generoso e também, sabe ser humilde.

Eu não almejo mais ser a sua felicidade e não deixei de te amar por isso...

Amar-te não é sinônimo de ser correspondida.
Eu te amo e desejo o melhor para você, mesmo que isso signifique " bater em retirada "...

No mundo em que vivemos, é preciso admitir isso, em nossa humilde essência, em respeito ao que sentimos.

O ódio, o orgulho ferido, não nos leva a lugar algum, além de te colocar em um vazio tortuoso, que você não merece estar...

O amor, na sua essência mais pura e bonita, sabe nos deixar feliz, mesmo quando a felicidade do ser amado não está em nós.

Não sou eu.. o motivo da sua felicidade. Dói, mas passa... ao saber que você está feliz. É isso que realmente importa.

E para encerrar, o refrão da música que toca neste momento no meu rádio é:

"What hurts the most, was being so close
And having so much to say
And watching you walk away"


...Your desire, my understanding...


What Hurts The Most

I can take the rain on the roof of this empty house
That don't bother me
I can take a few tears now and then and
just let them out
I'm not afraid to cry

Every once in a while
Even though going on with you gone
still upsets me
There are days
Every now and again
I pretend I'm okay
but that's not what gets me

What hurts the most, was being so close
And having so much to say
And watching you walk away
And never knowing, what could have been
And not seein' that lovin' you
Is what I was tryin' to do

It's hard to deal with the pain of losing you
Everywhere I go
But I'm doin' it
It's hard to force that smile
When I see our old friends
and I'm alone
Still harder gettin' up,
gettin' dressed,
livin' with this regret

But I know if I could do it over
I would trade,
Give away all the words
That i saved
in my heart
that I left unspoken

What hurts the most, is being so close
And having so much to say
And watching you walk away
And never knowing, what could have been
And not seein' that lovin' you
Is what I was tryin' to do

What hurts the most, is being so close
And having so much to say
And watching you walk away
And never knowing, what could have been
And not seein' that lovin' you
Is what I was tryin' to do

Not seein that lovin' you
that's what I was tryin to do


sábado, 26 de agosto de 2017

Faço o que com todas estas lembranças que você me deixou?

Tudo perdeu o sentido, sabe?
As cores não estão certas,
O respirar parece confuso...

O que ninguém ensina
Nem no livro
Nem na escola
Nem na vida
É ver alguém partir..

Peço a Deus alguma ajuda
Me ajuda, me ensina, me diz...

Porque nada mais faz sentido por aqui